Archive for the tag 'poesia'

jul 23 2012

Borda

Published by under X-Tudo

Não conheço borda, Tudo para mim tem que transbordar Não consigo viver o pouco O morno, o mínimo Tudo para mim tem que ser o máximo Superestimados meus sentimentos Amo demais, desejo demais Sonho demais Difícil acordar de grandes sonhos Mas me faz tão feliz poder Um dia simplesmente, me lembrar Que a coisa que […]

jul 07 2012

Versão

Published by under Entretenimento,X-Tudo

Já não sei mais o que eu fiz, como foi ou porque, minhas histórias mesclam com outras e à muito já perderam a originalidade. mas continuo, talvez em algum momento eu diga algo nunca dito, talvez só repita coisas sem sentido e faça da voz de outro a minha. No momento tudo parece igual Nenhum […]

jun 27 2012

Geração Gente

Published by under Entretenimento,X-Tudo

Odeio a involução Na qual as pessoas se comunicam Não existe o sentir, o falar, o suspiro É tudo tão frio quanto suas telas gélidas. Suas fontes bonitas, odeio-as também Prefiro os garranchos indecifráveis O sentir de cada letra escrita, A lágrima que borra o papel. Suas frases rápidas, diminutas Aonde quero isso, Prefiro as […]

dez 03 2011

Ser Humano

Published by under X-Tudo

A vida é triste, amarga e má, Tudo em sua volta consome A alegria não é o bem maior A cobiça roubou-lhe o posto O ser humano não senti, oprime. Não diz “eu te amo” e sim quanto quer? A melancolia tomou a todas as almas E não só a dos poetas Todos sofrem em […]

set 22 2011

Prima Vera

Published by under X-Tudo

Estava dando uma olhada em algumas coisas velhas e encontrei um caderno de composição ( atualmente usa-se o termo redação) da 4ª série nos idos anos de 85, encontrei uma poesia que fiz para o início da Primavera daquele ano, soa bem infantil, mas… eu era uma criança! Resolvi postar, taí. Prima Vera Estávamos em […]

ago 21 2011

VIVA RAUUULL!!!

Published by under X-Tudo

texto 1: by AMSTOY texto 2: extraído de Raul Seixas in Comix, ed. nº1, edit. Sampa  

ago 03 2011

Ainda É Cinza.

Published by under X-Tudo

Como um velho ranziza cerro os olhos pra não ver essa manhã tão cinza. Acho tudo sem graça, a tarde rubra não enquadra no quadro dessa praça. Fica tudo encoberto na neblina, e o sol não termina seu ato deixa o frio ser sua cortina. Nos campos não há cores, apenas pássaros lamentando-se em seus […]

jul 29 2011

Cíclica…

Published by under X-Tudo

…Nuvens passam sem destino Levadas pelo vento, Formando formas abstrata, Desfazendo-se em rastro Ou caindo do céu Num balé de gotas Regando a vida da terra… A vida na terra segue Evoluindo em plantas, Bichos, pessoas… As pessoas, cheias de sonhos E desilusões. Crianças brincando de gente grande querendo adiantar o tempo E gente grande […]

jun 29 2011

ELEGIA DE INVERNO

Published by under X-Tudo

HÁ TIROTEIOS NA ESQUINA, BOMBARDEIOS NO ORIENTE, NO MEU CORAÇÃO NÃO HÁ SOSSEGO. ABRO A JANELA . PROCURO UM POUCO DE AR. E DE REPENTE NÃO SEI SE A FLOR BROTOU DO RAMO ,DA TARDE OU DA MINHA VONTADE. MAS ENFIM SEI QUE A PAZ É UMA FLOR EM MEIO AO CINZA DE UMA TARDE […]

jun 27 2011

Último Instante ( Talvez)

Published by under X-Tudo

Fim de tarde, mais um dia vai embora num crepúsculo. E a história passa a nossa frente agora, amanhã será outra. Então venha, talvez não tenhamos tempo depois, não olhe as horas, nem vá embora, vamos curtir um pouco mais. Me dê a mão, juntos estaremos seguros enquanto o relógio devora o tempo. Uma estrela […]

Next »